Aprenda a combater o mau cheiro da bromidrose diariamente!

A maioria das pessoas costumam associar mau odor corporal o famoso “cecê’ com a produção de suor, acontece que não é bem assim, a falta de informações faz com indivíduos com bromidrose sofram preconceitos e até constrangimento social, o que impacta negativamente nas atividades diárias dos indivíduos.

No entanto, o que de fato ocasiona o desagradável odor corporal, não é o suor, e sim as bactérias presentes na pele sobretudo em regiões mais quentes e úmidas, como as axilas, pés e virilha, cujo ao entrar em contato com o suor começam a metabolizar alguns de seus componentes, como as proteínas e os ácidos graxos, do qual essa metabolização tende a liberar gases como metanotiol e o ácido isovalérico, ocasionando o mau odor.

Bom, agora que já sabemos que a bromidrose não está relacionada a produção do suor e sim as bactérias presentes na pele, chegou a hora de você aprender como amenizar ou até mesmo eliminar o odor desagradável de uma vez por todas!

Visto que as responsáveis em ocasionar o mau cheiro são as bactérias presentes em nossa pele, então os tratamentos como também a rotina de cuidados precisam ter como objetivo impedir a metabolização dessas bactérias que ficam só aguardando o contato do suor para ocasionar o mau cheiro.

Combatendo o mau odor da bromidrose

Independente da região que você sofre com o mau odor, o primeiro passo é a conscientização de otimizar a higiene diariamente.

O que seria otimizar a higiene?

Lavar a região diariamente com sabonetes específicos dos quais em suas formulas contém componentes que inibem a produção ou até mesmo a proliferação de bactérias. Essa higiene otimizada, vale para todas as regiões, tanto axilas, pés e virilhas.

Os sabonetes mais indicados para essa otimização, são aqueles que estão descritos como anti-sépticos e antibacterianos, no entanto ATENÇÃO faça a lavagem com esses sabonetes apenas 1 vez ao dia, e não mais que isso.

Exemplo: se você toma 3 banhos por dia, escolha apenas 1 vez dessas 3 vezes, e use o sabonete anti-septicos, nas outras 2 vezes recomendo utilizar o sabonete líquido da Johnson’s Baby Recém-nascido cujo o seu pH é 5,86.

 Bromidrose axilar

 Região do qual o famoso e desagradável cheiro de cece é produzido, então para está região as dicas são simples:

Elimine todo tipo de pelo que cresce nas axilas, uma vez pelo e umidade são dois fatores cujo se tornam aliados da proliferação de bactérias, e não queremos isso!

Como mencionei acima, otimize a higiene, evite usar roupas úmidas, e de preferencia não use por muito tempo blusas que estão suadas demais.

Exemplo, as famosas pelada masculina (futebol), após o jogo, jogue uma ducha e imediatamente troque a blusa.

Dê preferência por roupas confeccionadas em tecidos naturais, como algodão e fibra de bambu, e evite as peças apertadas, que impedem a evaporação do suor.

 Assim como existe sabonetes com formulas especificas para manter a região limpa e sem bactérias, também existem antitranspirantes dos quais suas formulas foram desenvolvidas para impedir e eliminar as bactérias das axilas.

O antitranspirante que eu mais indico é o Hexatrate, da farmácia de manipulação Eficácia, cujo age no combate ao suor e o mau cheiro sem causar quais quer irritações na pele.

No caso da bromidrose, os antitranspirantes e desodrantes comuns não funcionam.

Bromidrose plantar (pés)

Quem nunca ficou com vergonha por ter chulé? Pois é, saiba que  o chulé também esta associado a bromidrose, deste modo abaixo vamos aprender a como amenizar o chulé.

Evite repetir meias e sapatos por vários dias seguidos, o ideal é revezar dois ou três pares de calçados ao longo da semana;

Sempre que possível, dê preferência a calçados mais leves e que permitam uma maior ventilação dos pés; evite sapatos de borracha ou plásticos;

Não use sapatos sem meias, pois elas ajudam na absorção da umidade; Ao usar meias opte pelas mais finas e feitas com algodão;

Quando estiver em casa, prefira andar descalço ou de chinelos;

Lave os pés diariamente, de preferência com sabão antisséptico. Ao terminar, seque-os bem, principalmente entre os dedos e, se tiver secador, melhor ainda.

Se você notar que seu pé fica úmido no fim do dia, tente usar um desodorante próprio para a região, eu indico esse aqui sua formula é manipulada, e foi desenvolvida para evitar a proliferação de bactérias, além de também ter em sua composição pó talco com ativos inovadores, que auxiliam no combate da transpiração excessiva nos pés, e ainda possui ação antisséptica que cuida da limpeza dos pés.

Gostaram das dicas? Caso queira saber tudo sobre bromidrose, dê uma olhada no site bromidrose.com

Facebook
Twitter
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.