fbpx

Chá de sálvia para hiperidrose – Como funciona? Modo de fazer?

A hiperidrose é uma condição extremamente degradante.

Além de causar muitos desconfortos físicos, essa condição também pode afetar negativamente a autoestima e, consequentemente, qualidade de vida de muitas pessoas.

A hiperidrose nada mais é do que o suor excessivo. Existem dois tipos: a hiperidrose secundária, que é resultante do efeito colateral de algum medicamento ou de alguma outra condição médica; e a primária, que não é causada por nenhuma razão aparente.

Apesar disso, muitos estudos indicam que a hiperidrose está relacionada a problemas emocionais e psicológicos e a fatores genéticos, veja se é o seu caso aqui!

Mas seja lá qual for o tipo e a região do corpo onde essa condição te afeta, fato é que o suor excessivo pode ser o vilão da vida de muitas pessoas, principalmente daquelas que vivem em países mais quentes, como o Brasil.

Se já é difícil lidar com a hiperidrose nos dias frescos, em que não há nenhum fator desencadeante que explique o excesso de suor, lidar com ela nos dias quentes de verão pode ser uma tarefa quase impossível para muitos.

Embora haja muitos tratamentos para hiperidrose disponíveis no mercado atualmente, muitas pessoas ainda têm dificuldade em achar produtos e procedimentos que sejam realmente eficazes, não sejam invasivos e não causem efeitos colaterais incômodos.

Nesse cenário, diversos tratamentos alternativos à base de produtos naturais surgem como alternativas para aqueles que sofrem com a hiperidrose.

Esse é o caso da sálvia, uma planta medicinal bastante conhecida.

Mas o que será que a ciência tem a dizer sobre esse fitoterápico? Será que a sálvia é realmente eficaz no tratamento da hiperidrose? Se sim, qual é a maneira certa de toma-la?

Essas – e outras – questões serão respondidas a seguir. Se ficou interessado(a), é só continuar a leitura!

A sálvia é realmente eficaz contra a hiperidrose?

Para resumir: sim, a sálvia realmente é eficaz no combate à hiperidrose.

Você sabia que as autoridades alemãs de saúde a incluíram em diversas formulações de medicamentos para alívio dos sintomas da hiperidrose? Pois é!

A doutora Tieraona Low Dog é uma especialista em medicina botânica com reconhecimento internacional e, segundo ela, essa planta é muito eficaz no tratamento da hiperidrose.

Inclusive, a médica revelou que usa a sálvia com frequência no tratamento de diversos pacientes que sofrem com o suor excessivo.

Como a sálvia age contra a hiperidrose?

Agora é provável que você esteja se perguntando – e como essa plantinha consegue fazer isso?

E nós entendemos sua dúvida, afinal de contas, se você sofre com a hiperidrose (e com a busca incessante pelo tratamento ideal), está acostumado(a) a desconfiar de tratamentos “milagrosos”.

Mas fica tranquilo(a), porque nós vamos te explicar.

As folhas da sálvia contêm ácido tânico que, devido às suas propriedades adstringentes, contrai as glândulas sudoríparas e reduz a transpiração.

Além disso, a sálvia também é um antibacteriano e antifúngico que restringe o crescimento de bactérias.

Sendo assim, a sálvia pode ajudar a regular a produção de suor naturalmente e ainda prevenir o surgimento da bromidrose – o famoso mau cheiro, popularmente conhecido como “cecê”.

E como posso fazer o tratamento para hiperidrose à base de sálvia?

A esse ponto da leitura, você certamente já está convencido a dar uma chance para essa plantinha.

Afinal, o pior que pode acontecer é… nada, não é mesmo? Você pode ser tolerante à sálvia (o que é frustrante, mas super normal e natural) e não sentir seus efeitos, mas ela com certeza não irá lhe fazer mal se tomada da maneira certa.

Mas qual é a melhor maneira de incorpora-la no seu dia-a-dia?

Bom, isso fica a seu critério.

Você pode adicionar folhas de sálvia à comida ou beber chá de sálvia para aliviar a sudorese.

Se preferir, também pode carregar sálvia seca em uma embalagem de pano (sachê) no bolso e coloca-la no local desejado para absorver e prevenir a transpiração.

A propriedade adstringente da sálvia elimina o excesso de oleosidade da pele e evita a transpiração.

Quanto ao chá de sálvia, visto que é uma erva, converse com seu médico antes de beber este chá para garantir que ele não interaja com nenhum medicamento que você esteja tomando no momento.

Feito isso, a preparação do chá de sálvia para hiperidrose é bem simples e super fácil de fazer. B

asta colocar uma colher de sopa de folha de sálvia em infusão por alguns minutos. Depois, deixe esfriar e coe a erva.

Você pode consumir o chá de sálvia de uma a três vezes por dia. Cuidado para não exagerar na dose, ok? Beber mais do que o permito não irá tratar sua hiperidrose mais rápido, apenas te causar efeitos colaterais desagradáveis.

No geral, essa é uma erva bem segura, mas as mulheres gravidas devem evita-la, porque a sálvia pode causar contrações uterinas.

E aí, o que você achou desse artigo?

Você já tomou chá de sálvia para tratar sua hiperidrose? Como foi a experiência?

Conta pra gente aqui nos comentários – queremos saber o que você tem a dizer!

Post A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *