fbpx

Combatendo a hiperidrose com botox

A hiperidrose é uma condição extremamente desagradável que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.

Além de causar incômodo físico em seus portadores, a hiperidrose ainda afeta negativamente a autoestima, muitas vezes levando essas pessoas a desenvolverem algum tipo de fobia social.

Existem diversos tratamentos para hiperidrose disponíveis hoje.

Alguns são à base de dermocosméticos, outros são mais invasivos e requerem um procedimento cirúrgico, como por exemplo a aplicação de toxina botulínica – mais conhecida como botox.

Você com certeza já ouviu falar em celebridades que recorreram a esse procedimento por questões estéticas, mas sabia que o botox também pode ser aplicado para controlar a sudorese?

Cada vez mais pessoas – incluindo famosos, como o apresentador Rodrigo Faro – vêm recorrendo ao botox para controlar a hiperidrose.

Mas muitas questões envolvem esse procedimento. Algumas, inclusive, bastante polêmicas.

Será que realmente vale a pena? Quanto custa? Há efeitos colaterais? Como funciona? Quanto tempo dura?

Se você está interessado(a) em tratar sua hiperidrose com botox, com certeza deve estar se fazendo essas perguntas.

Felizmente, nós vamos responder todas e mais algumas aqui nesse artigo.

Então continue a leitura e confira tudo que você precisa saber sobre botox para hiperidrose!

Como funcionam as injeções de botox para hiperidrose?

O botox – uma neurotoxina produzida por bactérias – age bloqueando os nervos responsáveis pela ativação das glândulas sudoríparas.

Normalmente, o sistema nervoso ativa as glândulas sudoríparas quando a temperatura corporal aumenta. É assim que seu corpo se esfria automaticamente.

Em pessoas com sudorese, no entanto, os nervos que sinalizam as glândulas sudoríparas estão hiperativos.

Ao receber injeções de botox diretamente na área do corpo que costuma suar, seus nervos hiperativos ficam essencialmente paralisados.

Quando seus nervos não conseguem “contactar” suas glândulas sudoríparas, você não sua. No entanto, o botox evita apenas a transpiração na área específica onde é injetado.

Onde o botox é aplicado?

Atualmente, o botox foi aprovado apenas para o tratamento da hiperidrose axilar. Como mostra esse estudo , o botox é extremamente eficaz no tratamento da sudorese nas axilas.

Os médicos o usam “off-label” para tratar outras áreas do corpo.

O uso “off-label” refere-se ao uso de um medicamento para algo diferente do que foi aprovado para tratar.

Esse mesmo estudo citado revelou que o botox trata com sucesso a hiperidrose palmar – na palma das mãos – em 80 a 90% dos casos.

No entanto, esses tipos de tratamento não duram tanto quanto os tratamentos nas axilas.

 

Além disso, o botox também parece ser eficaz no controle da sudorese na testa.

Segundo o estudo citado, a toxina botulínica pode reduzir essa transpiração em 75% por cerca de cinco a seis meses.

O botox também pode melhorar a transpiração na planta dos pés, mas poucos estudos sobre esse uso foram feitos.

Uma preocupação particular é que as injeções nos pés são consideravelmente mais dolorosas do que em outras áreas.

Preciso realizar a aplicação de botox para hiperidrose mais de uma vez?

Por se tratar de um procedimento invasivo e doloroso, é natural que essa seja uma preocupação.

Afinal de contas, ninguém merece ter que passar por isso mais de uma vez, nao é mesmo?

Mas infelizmente a reaplicação do botox é necessária depois de alguns meses. Esse período varia de acordo com o local de aplicação.

Por exemplo, os efeitos do botox aplicado nas axilas podem durar de seis a doze meses.

Já os efeitos do tratamento com botox para a hiperidrose palmar e plantar dura em média seis meses.

A craniofacial, realizada para controlara sudorese no rosto, mais especificamente na testa, dura em média de cinco a seis meses.

Como é receber injeções de botox?

As injeções de botox funcionam melhor quando administradas por um médico experiente. O procedimento não costuma demorar muito e pode ser concluído durante uma visita ao consultório.

Seu médico irá injetar o medicamento logo abaixo da superfície da pele usando uma agulha fina.

Você receberá várias injeções que formam um padrão de grade em torno da área onde a hiperidrose será tratada.

Em relação à dor, você pode pedir a seu médico algo para anestesia-la, como gelo, um analgésico ou até mesmo uma anestesia.

A vida volta ao normal assim que você sai do consultório. Consultas para acompanhamento podem ser necessárias.

Quanto custa?

O custo das injeções de botox para tratar a hiperidrose, isso varia muito, depende das circunstâncias, do local e de onde você mora.

Se você precisar tratar várias áreas do corpo, os custos podem ser substanciais.

No geral, o preço médio para o tratamento de cada axila com botox é de R$1.000,00 a R$3.000,00.

Complicações

Muitos estudos foram feitos para avaliar a segurança do botox.

No geral, a maioria das pessoas o tolera bem, mas a aplicação dessa substância pode desencadear alguns efeitos colaterais, como:

  • dor ou hematoma no local da injeção
  • dor de cabeça
  • sintomas como os da gripe
  • pálpebra caída (para injeções faciais)
  • secura ou lacrimejamento dos olhos (para injeções faciais)

Mas esses não são efeitos adversos comuns. Pelo contrário – são bem raros.

Apesar disso, há outro efeito colateral não tão raro e que sem dúvidas é o que mais deixa as pessoas com um pé atrás.

A sudorese compensatória é o principal efeito colateral da aplicação de botox para hiperidrose.

Como o próprio nome já sugere, isso ocorre porque o organismo, por estar impedido de transpirar por uma determinada área, acaba “compensando” essa impossibilidade por outras áreas.

Ou seja, você pode acabar suando ainda mais por outras regiões do corpo.

Conclusão

A aplicação de botox para hiperidrose é um procedimento cada vez mais procurado pelos portadores dessa condição.

Embora seja eficaz no que se propõe – controlar o suor excessivo em um local específico – o botox costuma causar a hiperidrose compensatória, o que pode ser bastante frustrante.

Além disso, é um procedimento bastante invasivo e doloroso.

Sendo assim, a melhor coisa a se fazer é tentar o tratamento com antitranspirantes à base de cloridrato de alumínio primeiro.

Caso isso não funcione, aí é hora de considerar outros tratamentos como a aplicação de botox.

Você já ouviu falar no Odaban? Ele é o antitranspirante importado mais vendido em todo mundo!

Reprodução/Odaban

Desenvolvida na Inglaterra e certificada pela Anvisa, sua fórmula tem mais de 40 anos de mercado.

O Odaban já foi considerado o melhor tratamento para hiperidrose e suor excessivo por diversos especialistas ao redor de todo o mundo.

Sua aplicação é indolor, nada invasiva, super prática e pode ser feita em qualquer região do corpo, tanto por homens, quanto por mulheres e até crianças com suor excessivo, confira aqui.

Saiba mais sobre o Odaban aqui.

Experimente o antitranspirante Odaban e comprove sua eficácia contra a sudorese excessiva!

 

 

Post A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *