fbpx

Como lidar com a hiperidrose infantil?

A Declaração Universal dos Direitos das Crianças prevê em seu princípio VII que “a criança deve desfrutar plenamente de jogos e brincadeiras”.

E qualquer um desses exige esforço. Este pode ser físico ou mental. Participando delas, as crianças gastam bastante energia se divertindo.

Dessa forma, é normal que elas suem. Até porque essa é uma função normal do corpo humano.

Porém, se o seu filho sente muito calor e sua em grande quantidade mesmo em situações que não demandam tanto esforço ou em ambientes frios pode não ser um bom sinal.

Esse suor excessivo acontece em regiões como mãos, axilas, rosto e pés.

Isso pode ser hiperidrose.

Segundo dados, 5% das crianças brasileiras são afetadas por esse problema. E apesar de ser tratável, nem sempre é fácil de lidar.

Pensando em tirar a maioria das suas dúvidas, vamos abordar sobre a hiperidrose infantil e como enfrentar esse problema da melhor forma possível.

Ficou interessado? Então, segue a leitura com a gente!  

O que é e quais são os sintomas da hiperidrose infantil?

desodorantes para crianças

A hiperidrose é uma condição comum que é popularmente conhecida pelo suor excessivo. Principalmente em regiões como axilas, mãos, rosto e pés.

Existem diferentes causas para o surgimento dessa condição: alergias, estresse, ansiedade ou motivações genéticas.

Apesar de ser tratável, esses sintomas podem causar desconfortos sociais e podem impactar diretamente suas relações interpessoais.

Se com adultos já é situação difícil, imagine com crianças?

Isso porque além do suor ficar bem aparentemente, as roupas também ficam molhadas.

Dessa forma, muitas crianças preferem se reservar para não passar por mais constrangimentos.

Há casos de crianças que não conseguem se alfabetizar, pois sentem dificuldade de segurar um lápis, por exemplo, justamente por causa da grande quantidade de suor.

Complicado, não é?

Ah, mas não confunda! Se esse suor vier acompanhado de mau cheiro, o problema do seu filho é a bromidrose.

Esta, por sua vez, também é condição que causa intimidação social.

Ambos os problemas têm tratamentos. Para saber qual o diagnóstico certo para o seu filho, vá ao médico.

O estuda da doença é feito clinicamente com base no histórico do paciente e no exame físico.

Além disso, também se consulte com um especialista na área para saber o tratamento mais adequado e eficiente para o seu filho.

Porém, aqui, nós vamos dar algumas dicas de quais passos você pode seguir. Vamos lá?

 Tratamento para hiperidrose infantil

desodorantes para crianças

Como qualquer doença, o ideal para ser diagnosticado é ir ao médico.

Dito isso, se você suspeita que o seu filho tenha alguma das condições descritas acima, marque uma consulta.

Assim, ele poderá indicar e auxiliar na terapia mais eficiente pro caso da sua criança.

Entretanto, você também já pode ir para a consulta sabendo das opções de cura para a condição.

Bom, não é? Dessa forma, você pode fazer estudar mais sobre cada forma de tratamento e fazer perguntas específicas para se situar melhor no assunto.

Então, preparado?

desodorantes para crianças

Para casos mais graves, há algumas alternativas para tratar a hiperidrose e melhorar a qualidade de vida do indivíduo.

Duas delas são a aplicação de toxina botulínica, também conhecida como botox, e cirurgia. Esta é nomeada de simpatectomia. Esta pode ser lombar ou torácica.

Como são métodos mais invasivos, só são indicadas quando o indivíduo completa 17 ou 18 anos.

Os medicamentos também podem ser utilizados. Nesse caso, eles só são indicados quando os tratamentos cirúrgicos não são recomendados.

Para além destes, o método menos invasivo é o uso de antitranspirantes. Sendo assim, este é o mais indicado para tratar a hiperidrose infantil.

Mas será que qualquer antitranspirante pode ser utilizado por uma criança?

Quais os desodorantes/antitranspirantes crianças podem usar?

desodorantes para crianças

Antes de saber quais as melhores opções de desodorante e antitranspirante para seu filho, você sabe a diferença entre os dois?

O primeiro, o desodorante, foi criado e funciona somente para combater o mau cheiro.

Já o antitranspirante não. Ele surgiu para controlar e inibir a sudorese, isto é, o suor.

Dessa forma, a melhor escolha para tratar a hiperidrose infantil seria o antitranspirante, certo?

Sim. Porém, o que acontece é que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA, só indica esse produto para crianças a partir dos 12 anos de idade.

Nesse caso, recomendamos antitranspirantes como o Odaban.

Este é seguro, indicado tem um ótimo custo-benefício. Por mais que seja um pouco caro, o produto dura entre seis a doze meses.

Além disso, pode ser aplicado sobre o rosto, couro cabeludo, corpo, axilas, virilhas, áreas intimas e pés. Ou seja, regiões que são afetadas pela sudorese excessiva.

Ah, mas agora você pode estar me perguntando “E para crianças abaixo de 12 anos? O que posso passar?” Bom, nesse caso, recomendamos o uso de desodorantes infantis.

De qualquer forma, o ideal é que você leve seu filho ao médico e consulte o especialista sobre o que deve passar para melhorar a qualidade de vida da sua cria.

E aí, curtiu esse artigo?

Já testou algum antitranspirante em seu filho?

Resolveu o problema do suor excessivo?

Compartilhe sua história conosco para ajudar outros responsáveis que sofrem com o mesmo problema 😉

Post A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *