fbpx

Desodorante de alumínio causa câncer de mama?

Se você sofre com a hiperidrose, certamente já ouviu falar no cloridrato de alumínio.

Essa é uma substância muito comum em desodorantes que têm como objetivo controlar a transpiração.

Diversos estudos  já comprovaram sua eficácia contra o suor, incluindo em casos de hiperidrose.

É por isso que praticamente todos os desodorantes formulados especialmente para o uso de pessoas com essa condição, como Driclor, Odaban, Antihydral, Dermosec, Drymax e Perspirex, têm alumínio na composição.

Porém, mesmo com a eficácia comprovada, muitas pessoas (principalmente mulheres) preferem transpirar a recorrer ao desodorante com alumínio.

A razão é que alguns alegam que essa substância pode aumentar os riscos de câncer de mama.

Mas será que isso é mesmo verdade?

Realmente existe uma ligação entre desodorantes com alumínio e câncer de mama?

É isso que você vai descobrir aqui conosco hoje – para isso, basta continuar a leitura!

Quais desodorantes têm alumínio?

Primeiro, precisamos entender a qual desodorante estamos nos referindo.

Existe muita confusão entre os termos desodorante antitranspirante e simplesmente desodorante.

Desodorantes antitranspirantes foram pensados para agir controlando ou inibindo a sudorese.

Já os desodorantes “normais” possuem uma fórmula que age diretamente contra o mau cheiro. Ou seja, eles não irão impedir a transpiração, apenas impedir que o “cecê” se forme.

Embora haja algumas exceções, o alumínio normalmente não é encontrado em desodorantes.

A maioria dos desodorantes antitranspirantes, por outro lado, contém alumínio.

Os produtos dois em um – que agem contra o mau cheiro e contra a transpiração – também possuem alumínio na composição.

Qual a função do alumínio no desodorante?

Se você parar para ler o rótulo de qualquer antitranspirante, irá se deparar com diversos ingredientes diferentes. Um deles muito provavelmente será o cloridrato de alumínio (também conhecido como sal de alumínio).

Os sais de alumínio, ao entrarem em contato com a pele, se dissolvem e “derretem” nos poros (pequenas aberturas da pele de onde sai o suor).

Dessa maneira, a transpiração (ou pelo menos boa parte dela) é impedida de atravessar a pele, o que garante axilas bem sequinhas.

Os desodorantes dedicados ao tratamento da hiperidrose possuem uma concentração de cloridrato de alumínio de cerca de 10% a 30%. Isso é bem mais do que a quantidade de alumínio que há em desodorantes comuns.

Existe alguma ligação entre desodorantes com alumínio e câncer de mama?

Segundo a Sociedade Americana de Câncer (American Cancer Society), não.

A organização emitiu uma nota veja aqui, sobre essa questão e alegou que nenhum estudo científico foi capaz de provar que existe uma ligação entre o uso de desodorantes com alumínio e o câncer de mama.

Algumas pesquisas  sugerem que o uso frequente de desodorantes com alumínio pode resultar na absorção da substância pela pele e ter efeitos semelhantes aos do estrogênio.

Esse hormônio pode promover o crescimento de células do câncer de mama.

Por conta disso, alguns cientistas sugerem que os desodorantes com alumínio podem contribuir para o desenvolvimento desse tipo de câncer.

Apesar disso, até hoje, nenhuma pesquisa confirmou quaisquer efeitos colaterais substanciais do alumínio que poderiam contribuir para o aumento dos riscos de câncer de mama.

Inclusive, uma revisão de 2014 analisou diversos artigos e concluiu que não há evidências claras de que o uso de que o uso de desodorantes com alumínio nas axilas aumenta os riscos de câncer de mama.

Conclusão

O alumínio é uma substância com uma ótima ação antitranspirante. Ele age na pele entupindo os poros por onde sai o suor. Por essa razão, é muito comum encontrar desodorantes antitranspirantes que contém sais de alumínio na composição.

Alguns estudos revelam que o alumínio desses desodorantes pode se acumular no corpo. Entretanto, não há nenhuma evidência científica que ligue diretamente essa substância ao câncer de mama e outras condições de saúde.

Além disso, é muito mais provável que seu corpo acumule alumínio através de outras fontes, como alguns medicamentos, poluição, utensílios de cozinha e até através da água.

Ainda assim, se você possui histórico de câncer de mama na família ou alguma outra comorbidade, a escolha mais segura é evitar produtos que contenham alumínio – e isso inclui os desodorantes antitranspirantes.

Em casos de dúvida na hora de comprar um desodorante sem cloridrato de alumínio, leia sempre a lista de ingredientes.

Algumas marcas vendem seus produtos cheios de componentes químicos como produtos naturais. Para evitar ser enganado, sempre confira os ingredientes (aquelas letras miúdas através dos rótulos que quase ninguém lê).

E aí, o que achou desse artigo? Ele esclareceu suas dúvidas?

Conta pra gente aqui nos comentários!

E não se esqueça de compartilhar esse post com seus amigos e amigas!

Post A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *