fbpx

Lidando com o suor na nuca e pescoço

O nosso corpo funciona perfeitamente bem.

Quando algo não está agindo da maneira que deveria agir, o próprio corpo manda sinais para que todo o organismo se regule.

Um desses sintomas é o suor.

Responsável por eliminar toxinas e regular a temperatura corporal, a transpiração é algo normal do nosso organismo e vai além da nossa vontade, sendo assim, uma atividade involuntária.

No entanto, é preciso ficar atento quando o suor acontece de forma excessivo.

Isso pode ser sinal de hiperidrose.

Nesse caso, geralmente, os lugares mais atingidos são mãos e axilas.

Porém, o suor no pescoço e na nuca também podem ser frequentes e intensos.

Justamente por esses locais serem menos falados, hoje, decidimos abordar o que pode ser suor na nuca e no pescoço.

No mais, essa transpiração tem tratamento? Como evita-la?

São muitos questionamentos e tentaremos sanar todas as dúvidas possíveis!

Tudo que você precisa saber sobre a cirurgia simpatectómica

O que pode ser suor na nuca e no pescoço?

Apesar de ser uma ação que acontece até mesmo contra a nossa vontade, nós sempre notamos quando começamos a suar.

Por isso, sabemos que essa transpiração acontece em ambientes quentes e calorentos, durante à prática de atividades físicas e até em momentos estressantes e ansiosos.

Isso porque o estresse libera hormônios como cortisol que aumentam muito a quantidade de sudorese, especialmente na região das mãos, dos pés e da cabeça.

Entretanto, o suor no pescoço bem como o suor na nuca podem ser sinais de hiperidrose.

Essa condição, por sua vez, ocorre por conta da hiper funcionalidade das glândulas sudoríparas que são responsáveis por produzir e excretar a substância composta por água e sais minerais, chamada de suor.

Na maioria das vezes, a hiperidrose é um problema hereditário, ou seja, é passado de geração para geração.

Além de hiperidrose, o suor na nuca a noite e o suor no pescoço também pode aparecer por outros fatores, tais quais:

  • Ansiedade ou estresse
  • Menopausa ou TPM
  • Diabetes
  • Distúrbios do sono: como apneia
  • Ambientes calorentos e pouco ventilados
  • Consumo de alimentos termogênicos
  • Hipertireoidismo
  • Infecções como HIV e tuberculose
  • Uso de alguns medicamentos como os antipiréticos
  • Câncer
  • Doenças neurológicas como Parkinson e Alzheimer
  • Consumo frequente de bebidas alcóolicas
  • Tabagismo

Por isso, se você está sofrendo com o suor excessivo, procure um médico.

Assim, ele poderá te diagnosticar corretamente e encaminhar o melhor e específico tratamento para seu caso.

Fique em alerta e repare se você está:

  • Apresentando sintomas de tosse
  • Perdendo de peso
  • Apresentando febre ou calafrios
  • Tendo paradas de respiração ou sufocamento durante o sono
  • Suando intensamente e com muita frequência

Como evitar o suor excessivo na nuca a noite?

Top 4 melhores antitranspirantes para combater a hiperidrose!

Constantemente, vemos relatos de pessoas que têm dificuldade para dormir, por conta do suor excessivo na nuca a noite.

De fato, essa situação não é nem um pouco agradável.

Por isso, existem algumas ações que podem ser feitas para evitar essa transpiração tanto na nuca quanto no pescoço, especialmente durante o período noturno.

Algumas delas são:

  • Tenha hábitos mais saudáveis: Nesse caso, opte por uma alimentação mais saudável, evite alimentos termogênicos (pimenta, gengibre, mostarda, cafeína e entre outros) bem como diminua a bebida alcóolica e o cigarro
  • Evite roupas apertadas e com tecidos grossos (sintético): roupas leves e frescas (algodão) e folgadinhas permitem que a pele respire
  • Mantenha o ambiente que você dorme sempre arejado: durante o dia, deixe as janelas abertas e, à noite, deixe, pelo menos, uma fresta aberta. Em dias mais frios, tente manter a porta entreaberta
  • Não exagere na quantidade de cobertores: muito parecida com a dica das roupas, opte por apenas um cobertor/lençol fino. Em dia mais frios, escolha um cobertor que não seja extremamente grosso
  • Use antitranspirantes: durante à noite, as glândulas sudoríparas se tornam menos ativas. Sendo assim, é um momento oportuno para você aplicar antitranspirantes

Tratamentos pra suor excessivo na nuca e na cabeça

Assim como a hiperidrose, o suor excessivo na nuca e na cabeça bem como o suor no pescoço atrapalham muito a vida de quem sofre com esse problema.

Apesar disso, a boa notícia é que há tratamento para isso. Os métodos mais utilizados são:

  • Uso de antitranspirantes que possam ser aplicados em qualquer região do corpo, especialmente em partes mais sensíveis como na cabeça e no couro cabeludo. O Odaban é uma ótima opção
  • Utilização de cremes e loções também podem ser alternativas bacanas para controlar o suor excessivo na nuca e no pescoço
  • Aplicação de toxina botulínica (popularmente conhecida por botox) que pode ser utilizada no couro cabeludo
  • Em casos mais graves, a simpatectomia torácica pode resolver a questão do suor excessivo na nuca e cabeça e o suor no pescoço
  • Medicamentos anticolinérgicos também pode ser uma via para amenizar, diminuir ou parar com a transpiração intensa

É importante salientar a importância de procurar um profissional especialista no assunto e no tratamento escolhido.

Suor excessivo no verão: como lidar?

E aí, gostou do nosso artigo?

Você sofre com o suor excessivo na nunca e no pescoço?

Como você lida com eles?

Fontes: [1] [2]

Post A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *