fbpx

Mãos suadas – 6 métodos caseiros eficazes

É de se esperar suar uma quantidade normal em todo o corpo, ainda mais se você estiver praticando alguma atividade física ou até mesmo more em um lugar quente.

 

A sudorese, também conhecida como transpiração é o que ajuda o nosso corpo a se refrescar. E este processo de transpiração, consegue envolver todo o nosso metabolismo, sistema nervoso,  hormônios, fluxo sanguíneo e até mesmo nossas emoções.

 

Apesar de todo mundo transpirar, viver com mãos molhadas sem pode deixá-lo constrangido em algum momento.

 

Ainda mais se na sua rotina cumprimentar outras pessoas com um aperto de mão é uma ocorrência diária, o que acaba tornando este gesto, tão simples como um aperto de mãos, em um bicho de 7 cabeças.

 

Se você se identificou saiba que não está sozinho nesta luta, e nem precisa passar por isso sem apoio.

 

Afinal, ter as mãos suadas frequentemente sem alterar a temperatura do corpo, é uma condição médica chamada de hiperidrose palmar.

O que é hiperidrose palmar

A hiperidrose palmar é condição iniciada através das glândulas sudoríparas hiperativas, do qual produzem suor excessivo nas mãos, deixando elas frequentemente sempre molhadas e úmidas, isso ocorre sem que haja qualquer mudança na temperatura corporal ou externo (ambiente). Inclusive já falei melhor sobre a hiperidrose palmar, aqui.

Bom agora, o que podemos fazer para tentar amenizar este suor excessivo nas mãos?

Antitranspirantes

 

Bingo! Antitranspirante afinal, usamos eles para combater o suor nas axilas, não é mesmo? Então eles também podem ser eficientes para interromper a transpiração em diferentes áreas do corpo, incluído as mãos. No entanto, não será qualquer antitranspirante que ira resolver esta transpiração excessiva.

 

Atualmente as indústrias farmacêuticas desenvolveram fórmulas exclusivas de desodorantes e até pomadas para eliminar de vez o suor excessivo das mãos! E um deles, muito positivo e tem um ótimo custo e benefício é o Odaban Hand Cream.

Bicarbonato de sódio

Quem não tem bicarbonato de sódio em casa? Pois é, ele também consegue auxiliar no combate a hiperidrose palmar de maneira rápida e barata.

 

E isso só é possível porque o bicarbonato de sódio é alcalino, ou seja ele consegue auxiliar na redução da transpiração, e fazer com que o suor evapore rapidamente.

 

Como usar?

Misture algumas colheres de chá de bicarbonato de sódio com água, e crie uma pasta. Após pegue um pouco desta pasta, e esfregue nas mãos por cerca de cinco minutos, finalize com um enxague.

Vinagre de maça

O vinagre de maça é um velho aliado, no combate a hiperidrose e bromidrose. E neste artigo não poderia deixar de incluir lo, afinal ele consegue equilibrar os níveis de pH do corpo, além de evitar proliferação de bactérias e fungos.

 

Como usar?

O ideal é que você lave as palmas de suas mãos com o vinagre de maça, e deixe agir durante a noite para assim obter 100% do seu efeito.

Folhas de sálvia

Outra grande aliada é a folhas de sálvia, graças a sua propriedade adstringente, ela consegue evitar a transpiração e ainda eliminar o excesso de oleosidade que a pele produz.

 

Essa propriedade ainda ajuda a reduzir o odor causada pela transpiração excessiva de quem possui bromidrose.

 

Como usar?

Há diversas maneiras de você usar as folhas de sálvia para combater o excesso de suor nas mãos vejamos:

 

Você pode incluir algumas folhas de sálvia na sua dieta alimentar, ou até mesmo fazer um chá com elas.

 

Tem a opção super discreta de carregar elas dentro de um saquinho de pano, e transportar elas dentro do seu bolso de calça ou bermuda. E sempre que sentir que suas mãos estão querendo suar, é só colocar a mão em volta do saquinho que contém a sálvia para que ela possa absorver e impedir a transpiração.

 

A última maneira é banhar um punhado de folhas de sálvia na água e mergulhar sua mão na mistura por cerca de 20 minutos.

Chá de Noz Moscada

Noz moscada é uma planta que possui um efeito anticolinérgicos, que é uma substância, do qual consegue bloquear a acetilcolina quando ela ainda seria transportada através da nossa corrente sanguínea, para as glânduas sudoríparas.

 

Com base nisso. acredita-se que ela consegue controlar o suor, no entanto seria de forma generalizada, então antes que você saía tomando este chá, leia mais sobre ele aqui.

 

Como usar?

Para cada 1 litro de água fervendo, coloque meia colher de café de noz moscada em pó ou ralada na hora. Tampe por 10 minutos e use o coador.

Tome um xícara por dia antes de dormir.

Repita essa rotina por 1 mês, todos e verifique se houve melhora no suor. Não esqueça de voltar aqui e comentar.

Iontoforese

Este procedimento é novo e pouco conhecido, porém foi realizado um estudo em pacientes com hiperidrose palmar e plantar, ou seja, mãos e pés, respectivamente. Foram selecionadas 26 pessoas para serem tratadas com iontoterapia por um período de um ano.

 

Dentre as 26 pessoas, 24 pessoas apresentaram um bom resultado, no entanto foi necessário uma manutenção a cada 3-4 semanas.

 

Todo este procedimento foi acompanhado por médicos no Hospital Militar Meerut Cantt. Do qual utilizaram um aparelho com corrente contínua, voltímetro, amperímetro e duas placas metálicas como eletrodos.

 

O procedimento?

Foi recomendado a retirada de pulseiras e anéis. As mãos ou pés ficaram dentro de uma bandeja cobertos de água com o aparelho ligado. No primeiro tratamento, utilizaram uma média de 5-10 amperes durante uns 10 minutos. Cerca de 14 pessoas da pesquisa, apresentaram uma melhora significativa após 4 semanas de tratamento.

 

Como fazer em casa o aparelho de iontoforese ?

Seguindo as orientações de alguns artigos e estudos clínicos, o paciente deve deixar as mãos ou pés por um período de 15-40 minutos. O ideal é usar uma bandeja rasa com água mineral.

 

Materiais:

  • Bateria de 12 V: Você deve encontrar em lojas de segurança, alarmes, cercas elétricas e etc. Você também pode usar duas baterias de 9V comuns.
  • Duas bandejas de alumínio: Qualquer loja de utilidades vende.
  • Fios de cobre: Para fazer a ligação.
  • 2 “garfos” ou abraçadeiras, depende de como chama na sua cidade.

Veja essa ilustração de como seria a ligação com a bateria comum. Se for a bateria maior para portão eletrônico, o processo é muito mais simples.

Bom estas são dicas e receitas caseiras, não substitui nenhuma consulta médica ou remédio prescritos.

Post A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *